8 de dez de 2015

Santa Cruz


Salve galera! Hoje o post vem do estado de Pernambuco. O Santa Cruz voltou à Série A após 9 anos e virou tema de desafio na FM.

A camisa do Santa Cruz tem um detalhe interessante: assim como a cobra coral, mascote do clube, vermelho e preto não se tocam em nenhum ponto da camisa. Não é uma regra, porém uma recomendação. Adotando o desafio, adaptei todo o template para que essas duas cores não se encontrem. No uniforme reserva foi relativamente simples porém no titular o desafio foi maior, pois as cores poderiam se tocar nas costuras.
A camisa titular vem com as três cores tradicionais nas faixas. Em nenhum ponto da camisa vermelho e preto se tocam. No short há um detalhe interessante: como a barra da camisa é vermelha, ela "tocaria" no short preto caso algum jogador usasse a camisa para dentro do short. A solução foi aplicar a parte de cima do short em branco para simular essa separação de cores.
O uniforme reserva vem num corte "retrô moderno", com as cores do Santinha compondo a gola e os ombros, além das tradicionais faixas no abdômen.